Trabalho escravo: estadunidense pagava R$ 230 para cortadores de eucalipto na Bahia

Os trabalhadores usavam a mata como banheiro. Não possuíam equipamentos de proteção (foto: divulgação) Salário: 230 reais. Sem carteira de trabalho. Alojamento sem água, sem ...