Marcha por Reforma Urbana ocorrerá em cinco capitais do país


COMUNIDADE

Marcha reinvindicará cidades mais justas (foto: cupuladospovos)

A Marcha Nacional pela Reforma Urbana ocorrerá no próximo quarta-feira (28) reivindicando moradia digna, transporte público de qualidade e cidades mais justas. Atos públicos estão planejados para Amazonas, Pará, Pernambuco, São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul.

As informações são do Fórum Nacional de Reforma Urbana (FNRU), que está organizando a mobilização. A entidade ressalta que o deslocamento de quem mora na periferia para o centro das grandes cidades é prejudicado devido à falta de estrutura no sistema de transporte público, que é um serviço que garante o acesso ao Direito à Cidade Democrática.

O urbanista Nazareno Stanislau Affonso lembra que um dos pontos previstos na Política Nacional de Mobilidade Urbana pode resultar em na redução das tarifas em pelo menos 50% dos custos. Ele, que é coordenador da Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP) em Brasília, acredita que dessa forma seria possível garantir espaços institucionais de controle social sobre o setor.

Outro ponto levantado na Marcha será o direito à moradia, com o pedido de destinação dos imóveis públicos vazios ou subutilizados para habitação. Luiz Gonzaga, o Gegê, afirma que as cidades de hoje não são para todas e todos. Ele que é coordenador da Central de Movimentos Populares (CMP) destaca que, além de casas, é preciso garantir o acesso à água, educação, entre outros direitos.

A Marcha Nacional pela Reforma Urbana pedirá ainda pela imediata suspensão dos despejos das famílias no contexto dos megaeventos esportivos previstos para o país. Entre outras reivindicações, estão: o fim do genocídio da juventude negra nas periferias e uma efetiva participação da população nas políticas públicas urbanas. (pulsar)

Faça um comentário

74 − = 73