Em São Paulo, coletivos culturais realizam ato contra retirada de grafites


Manifestantes picham pintura que cobre grafite em SP. (foto: reprodução de internet)

Prefeito cobriu de cinza maior mural de grafite a céu aberto da América Latina. (foto: reprodução de internet)

Artistas organizam uma manifestação para a tarde desta quinta-feira (26), contra a ação do prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB), que cobriu de cinza os grafites da Avenida 23 de Maio. A passeata sairá do Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (Masp).

A via é um dos principais corredores de trânsito da cidade e abrigava o maior mural a céu aberto da América Latina. Desde que Dória começou a apagar o trabalho dos artistas de rua, a cidade tem sido palco de várias manifestações, incluindo pichações. Na última quarta-feira (25) o mural do grafiteiro Kobra, um dos únicos intactos da Avenida 23 de Maio, foi pichado com uma caricatura do prefeito.

Os ativistas afirmam que o projeto de zeladoria urbana Cidade Linda, usado como justificativa para a pintura cinza, “extermina nossa cultura, essência, identidade e liberdade de expressão”. (pulsar/rba)

Faça um comentário

+ 4 = 7