Cuba decreta luto de nove dias pela morte do líder Fidel Castro


Fidel Castro (foto: reprodução)

Fidel Castro (foto: reprodução)

O ex-presidente cubano, Fidel Castro, morreu na última sexta-feira(25)  aos 90 anos diante de uma delicada situação de saúde que o manteve fora da cena pública por um tempo.

Fidel nasceu em 13 de agosto de 1926, esteve dois anos na prisão, de 1953 a 1955, depois de encabeçar a primeira ação armada contra a ditadura de Fulgêncio Batista no Quartel Moncada, em Santiago de Cuba.

Em primeiro de janeiro de 1959, Fulgêncio Batista foi derrubado do poder e venceu a Revolução Cubana que tinha Fidel Castro como um dos líderes. Este fato se tornou um dos mais importantes da história de libertação da América Latina.

O governo de Cuba decretou nove dias de luto nacional pela morte do ex-presidente e líder da revolução cubana, Fidel Castro, contados a partir de sábado (26).

Havana também anunciou que o funeral de Fidel será no dia 4 de dezembro, no cemitério Santa Efigência, na cidade de Santiago de Cuba. O corpo do ex-presidente foi cremado no último sábado, conforme a vontade do próprio Fidel, informou seu irmão e sucessor político, Raúl Castro.

As cinzas do líder da Revolução Cubana vão dar a volta à ilha no histórico percurso que recorda a Caravana da Liberdade, realizada em 1959. Antes, os cubanos serão convidados a prestar homenagem a Castro na segunda-feira e terça-feira. (pulsar\brasil de fato)

Faça um comentário

68 − = 59