Atingidos por barragens em São Paulo constróem aquecedores solares como alternativa ao alto preço da luz


MAB realizou cursos para construir placas solares

MAB realizou cursos para construir placas solares (foto:mabnacional)

O Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) está construindo aquecedores solares de baixo custo na cidade de São Paulo para aquecimento de água.

A instalação está sendo feita nos bairros onde o movimento está iniciando trabalhos que buscam alertar dos moradores sobre o alto preço da luz , os incentivam a participarem de lutas para diminuir o preço da energia elétrica.

Segundo as lideranças do MAB, a experiência está sendo implantada em bairros da capital onde as contas da energia elétrica chegam a custar valores absurdamente altos. Em alguns casos, em casas com apenas três pessoas, a conta mensal chega a ser 650 reais.

A tecnologia ASBC foi desenvolvida pela Sociedade do Sol (SOSOL), ligada à Universidade de São Paulo e tem o intuito de ser uma tecnologia social para ser apropriada pela população em geral.

De acordo com uma das lideranças do MAB, a construção das placas solares é uma alternativa que pode ser construída em todas as residências do Brasil que necessitem de água quente. Para isso, basta que tenha um pouco de sol durante o dia.

Para o MAB é importante que os trabalhadores tenham acesso à formas alternativas de aquecimento de água. Nesse sentido, continuam denunciando o atual modelo energético instalado no país e o alto o preço pago pelos trabalhadores. (pulsar)

 

Faça um comentário

48 − 39 =