Operação em Manaus confisca madeira da Amazônia que seria levada para o exterior


Operação deflagrada pela PF e Ibama apreende madeira ilegal (foto: reprodução)

Operação deflagrada pela PF e Ibama apreende madeira ilegal (foto: reprodução)

Policiais federais e fiscais do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) deflagraram hoje (18), em Manaus, uma nova operação contra a extração ilegal de madeira da floresta amazônica.

Batizada de Operação Arquimedes, a ação é o resultado de investigação iniciada há mais de um mês e que já resultou na apreensão de 444 contêineres com madeira ilegal, que seria enviada para comerciantes da Europa, dos Estados Unidos e de outros estados brasileiros.

Em nota, a PF informou que, se disposto lado a lado, em linha, o volume de material apreendido seria suficiente para cobrir um percurso de mil e 500 quilômetros, quase a distância entre Brasília e Salvador.

A apuração começou a partir de um alerta da Receita Federal. Os policiais federais e fiscais do Ibama identificaram fraudes nos Documentos de Origem Florestal (DOFs), que deveriam atestar a legalidade da extração e da origem da madeira.

Em nota, a PF explicou que a madeira confiscada por ilegalidades na documentação foi extraída em Roraima, Rondônia e no Amazonas. Os investigadores tentam identificar as pessoas físicas e jurídicas envolvidas no esquema, que responderão de acordo com a Lei de Crimes Ambientais e também por receptação de material ilícito, crime previsto no Código Penal.

Faça um comentário

+ 77 = 85