Oceanos do planeta já possuem cinco trilhões de peças de plástico flutuantes


(foto: reprodução)

(foto: reprodução)

De acordo com um alerta divulgado pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), cerca de cinco trilhões de peças de plástico atualmente flutuam nos oceanos do planeta. Segundo a agência, isso coloca em questão seu impacto potencial numa cadeia de abastecimento alimentar que vai de plâncton a mariscos, peixes, baleias e, eventualmente, seres humanos.

A FAO apoia um projeto que busca traçar o impacto de resíduos plásticos, incluindo lixo como sacolas plásticas e material usado em produtos como cosméticos e itens de banho no Oceano Índico. Entre os objetivos da pesquisa deste ano estava a avaliação da escala e da natureza do lixo industrial em partes remotas do sul do oceano Índico.

De acordo com o levantamento, a equipe de 18 pessoas a bordo achou “partículas de plástico” em quase todas as estações onde colheu amostras. Resíduos plásticos no oceano podem ser ingeridos por vida selvagem causando danos. Até mesmo pequenos plânctons já foram vistos consumindo resíduos plásticos.

A FAO alerta que isso pode ter resultados trágicos e cita o exemplo das tartarugas marinhas que comem sacolas plásticas e, muitas vezes, morrem porque sua digestão é paralisada.

Segundo a agência, enormes ilhas de lixo flutuantes foram recentemente localizadas nos oceanos Atlântico e Pacífico. No entanto, o sul do Oceano Índico é relativamente inexplorado. (pulsar/rba)

Faça um comentário

13 − = 7