Macron pede ao G7 reunião de emergência para tratar de queimadas na Amazônia


(Foto: reprodução)

Em meio à pressão pelo crescente número de queimadas na Amazônia, o presidente da França, Emmanuel Macron, disse nesta quinta-feira (22) que a cúpula do G7 precisa discutir os incêndios na Amazônia. O encontro está previsto para este fim de semana, em Biarritz, no sudoeste francês.

Em mensagem publicada no Twitter, Macron postou uma foto de um incêndio florestal e chamou as queimadas na Amazônia de “crise internacional” e “emergência”.

“Nossa casa queima. Literalmente. A Amazônia, o pulmão de nosso planeta, que produz 20% de nosso oxigênio, arde em chamas. É uma crise internacional”, escreveu.

Desde o início de 2018, o Inpe, responsável por monitorar os focos de queimadas no país, detectou mais de 72 mil pontos, especialmente em Mato Grosso, Pará, Rondônia e Amazonas. O número representa aumento de 83% em relação ao mesmo período em 2018. (pulsar/revista fórum)

Faça um comentário

30 − 22 =