Crianças devem ser ensinadas a identificar ‘comida de verdade’, diz OPAS


Alimentos in natura (foto: reprodução)

Alimentos in natura (foto: reprodução)

Alimentação saudável e sustentável deve ser universal e crianças precisam ser ensinadas a comer bem, destacou a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) durante a abertura do vigésimo quarto Congresso Brasileiro de Nutrição que começou na quarta-feira (26).  O evento reúne cerca de 4 mil nutricionistas em Porto Alegre até o próximo sábado (29).

A coordenadora da Unidade de Família, Gênero e Curso de Vida da agência da ONU no Brasil, Haydee Padilla, explicou que são necessárias medidas reguladoras e educativas para que haja uma alimentação mais saudável. Segundo ela, as crianças precisam saber desde cedo o que é ‘comida de verdade’. Padilla destaca que inclusive as crianças ao aprenderem a se alimentar bem, podem ajudar a modificar os hábitos de suas famílias. A representante da OPAS lembrou ainda que a má alimentação está vinculada a cada vez mais dramática epidemia de obesidade.

A OPAS publicou em 2016 seu novo “Modelo de Perfil Nutricional“, documento contendo critérios que permitem identificar em alimentos processados e ultraprocessados os excessos de componentes como açúcares, sal, gorduras totais, gorduras saturadas e gorduras trans.

O objetivo da publicação é ajudar países na concepção e implementação de estratégias de prevenção e controle da obesidade e excesso de peso.

A agência da ONU espera contribuir com a elaboração de medidas em diversas frentes, como a restrição na comercialização de alimentos e bebidas pouco saudáveis para crianças; a regulamentação de ambientes alimentares escolares; o uso de rótulos na parte frontal das embalagens; a definição de políticas fiscais para limitar o consumo de alimentos não saudáveis; e a identificação de alimentos a serem fornecidos por programas sociais para grupos vulneráveis. (pulsar/ONU)

Faça um comentário

8 + 2 =