Witzel diz que Rio estará pronto para seguir sem intervenção federal a partir de janeiro


Wilson Witzel, governador eleito no estado do Rio de Janeiro (foto: divulgação)

Em visita a Brasília, o governador eleito do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, do PSC, disse que é contra a manutenção da intervenção federal no estado no ano que vem.

Segundo ele, a partir de janeiro o Rio terá condições de garantir a segurança sem auxílio das forças federais.

Em reunião com o presidente eleito, Jair Bolsonaro, Witzel tratou também da reforma da Previdência. Isso porque a intervenção tem sido uma barreira para a votação da mudança nas regras da aposentadoria.

De acordo com a Constituição, não se pode votar emendas constitucionais enquanto estiver em vigor uma intervenção. Então, segundo Witzel, Bolsonaro e o presidente Michel Temer têm trabalhado para aprovar mudanças na Previdência sem tratar de temas constitucionais.

A Previdência é a prioridade da equipe econômica da transição. O futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, concentra esforços para conseguir aprovar o texto ainda em 2018.

Mas Bolsonaro já afirmou que não se pode pressionar os parlamentares. O tema enfrenta resistência dentro do Congresso Nacional e entre os trabalhadores. (pulsar)

*Informação da Radioagência Nacional

Faça um comentário

+ 60 = 69