‘Golpe de Estado’ estava anunciado ‘há tempos’, diz Mujica sobre impeachment de Dilma


Pepe Mujica (foto: reprodução)

Pepe Mujica (foto: reprodução)

O ex-presidente e atual senador do Uruguai, José Pepe Mujica, afirmou nesta quarta-feira (31) que o processo de impeachment que afastou Dilma Rousseff da Presidência brasileira foi consumado com “um golpe de Estado que estava anunciado há tempos”.

Em um ato convocado pelo PIT-CNT (Plenário Intersindical de Trabalhadores – Convenção Nacional de Trabalhadores) em apoio à ex-mandatária brasileira em Montevidéu, Mujica afirmou que Dilma foi destituída em razão de “manobras” executadas pelos setores de direita do Brasil.

Segundo Mujica, “a oposição brasileira é democrata quando lhe convém, não aceitaram a derrotas nas urnas”.De acordo com ele, a destituição de Dilma ocorreu porque a ex-presidente não cedeu às pressões para “encobrir” políticos acusados de corrupção.

O ex-presidente uruguaio afirmou também que o processo de destituição de Dilma Rousseff “tem muitas lições” e que a mandatária destituída “não teve experiência para negociar”.

Mujica lembrou a última visita de José Serra a seu país, quando o chanceler nomeado por Michel Temer afirmou que “isso [impeachment] já estava decidido”. O fato, para o ex-presidente uruguaio, indicou que “toda essa discussão do Senado foi uma gigantesca pantomina”. (pulsar/opera mundi)

Faça um comentário

3 + 2 =