Ex-presidente Sebastián Piñera vence segundo turno no Chile


Presidente entre 2010 e 2014 e um dos homens mais ricos do Chile, Piñera leva direita de volta ao poder (Facebook/Sebastián Piñera)

Presidente entre 2010 e 2014 e um dos homens mais ricos do Chile, Piñera leva direita de volta ao poder
(Facebook/Sebastián Piñera)

O ex-presidente Sebastián Piñera venceu no último domingo (17) o segundo turno da eleição presidencial no Chile e volta ao cargo a partir de 2018. Ele superou o centro-esquerdista Alejandro Guillier, candidato da atual presidente, Michelle Bachelet. Os votos apurados até o momento – 99,62 por cento das urnas – mostram Piñera com 54,57 por cento, contra 45,43 por cento de Guillier.

A última pesquisa do Instituto Cadem, divulgada no dia primeiro de dezembro – os levantamentos eleitorais só podem ser divulgados até no máximo 15 dias antes das eleições – mostrava empate técnico entre Piñera (40 por cento das intenções) e Guillier (38,6 por cento).

Guillier foi à sede de campanha de Piñera “prestar os cumprimentos”, segundo suas próprias palavras. Os dois apareceram juntos no palco onde o presidente eleito discursou logo depois.

Presidente entre 2010 e 2014, justamente entre os dois mandatos de Bachelet, o empresário direitista de 67 anos chegou ao segundo turno com o impacto do erro das pesquisas de intenção de voto, que apontavam mais de 40 por cento para ele ao final da primeira volta – Piñera ficou com 37 por cento.

Tido como um dos homens mais ricos do país, Piñera é dono de um patrimônio estimado em  2 bilhões e 700 milhões de dólares, segundo a revista “Forbes”. (pulsar/rba)

Faça um comentário

− 3 = 5