Evo Morales destaca o processo de nacionalização das companhias de petróleo da Bolívia


(foto: agencia púlsar)

(foto: agencia púlsar)

Nos últimos anos várias empresas bolivianas, especialmente no setor do petróleo,  estão sendo privatizadas pelo governo de Evo Morales. A nacionalização é considerada pelo presidente da Bolívia como a chave para o país se desenvolver economicamente.

Para Morales, o impacto não foi apenas econômico, mas também político. Ele disse que  graças ao processo de  nacionalização, a Bolívia deixou de ser “um Estado colonial para se tornar um Estado multinacional.”

O presidente também destacou que a Bolívia hoje em dia é mais independente e autônoma com relação as intervenções estrangeiras. “Agora já não manda mais aqui o embaixador dos Estados Unidos ou o Fundo Monetário Internacional, assegurou Morales.

De acordo com o presidente, a libertação da Bolívia está ocorrendo em vários aspectos, como no social, cultural e econômico. Morales reconheceu que agora o desafio do seu país é consolidar os projetos de industrialização dos recursos naturais, com o objetivo de manter os altos níveis de desenvolvimento econômico. (pulsar/agencia púlsar)

Faça um comentário

44 − 35 =