Deputado do PSL faz discurso transfóbico à primeira deputada trans na Alesp


Erica Malunguinho (foto: reprodução rede social)

O deputado estadual Douglas Garcia (PSL-SP) pode vir a perder o mandato por quebra de decoro parlamentar após proferir uma declaração transfóbica no plenário da Assembleia Legislativa de São Paulo na tarde desta quarta-feira (3). A fala do parlamentar foi direcionada à Erica Malunguinho (PSOL-SP), primeira deputada estadual trans da Casa.

“Se um homem que se acha mulher entrar no banheiro em que estiver minha mãe ou minha irmã, tiro de lá à tapa e depois chamo a polícia”, disse o deputado do partido de Jair Bolsonaro no plenário da Assembleia.

Sua declaração foi feita logo após um discurso de Erica em defesa da identidade de gênero em práticas esportivas. Ela se posicionou contra a PL do deputado Altair Moraes (PROJETO DE LEI Nº 346, DE 2019), que deslegitima a identidade de gênero ao igualar mulheres trans a homens nos esportes. A fala da deputada gerou a ira do parlamentar bolsonarista, que na sequência fez o discurso transfóbico.

Erica, então, apontou que a declaração de ódio de Douglas Garcia configura quebra de decoro parlamentar e, em um contundente discurso contra a transfobia, arrancou aplausos de outros parlamentares.

O PSOL informou que vai acionar o Conselho de Ética da Casa contra o deputado. A bancada do PT, que prestou solidaridade à Erica, informou que também apoiara uma representação contra o parlamentar do PSL. (pulsar/revista fórum)

 

Faça um comentário

32 + = 36