Vereadores apresentam projetos para barrar termoelétrica em Peruíbe (SP)


(foto: Coletivo Ativista Litoral Sustentável)

(foto: Coletivo Ativista Litoral Sustentável)

O Coletivo Ativista Litoral Sustentável convoca a população para ato político na tarde desta quarta-feira (18), na Câmara Municipal de Peruíbe, em São Paulo, que marca o início da tramitação de dois projetos de lei para proibir a instalação da usina termoelétrica da Gastrading. As propostas foram protocoladas na última segunda-feira (16) no legislativo.

No formato de projeto de lei que veta a instalação de empreendimentos industriais que emitam substâncias tóxicas, nocivas à saúde e ao meio ambiente, e de proposta de emenda à lei orgânica do município, as propostas deverão ser formalizadas pelos vereadores Anderson Gaspar de Oliveira, o Ton Gaspar (PEN) e Luciana Castellan Vieira (PSDB).

Segundo o biólogo André Ichikawa, integrante do Conselho Municipal de Meio Ambiente (Comdema) e do Instituto Ernesto Zwarg, que compõe o coletivo, são necessários oito votos para aprovação. Conforme o ativista, no início do ano, antes das manifestações e pressões da população, apenas uma vereadora era contrária à instalação do empreendimento. Hoje, ele afirmas que a maioria dos 15 vereadores é contra.

Esta semana, o tema voltou a ganhar destaque com a divulgação de um ofício enviado pelo prefeito Luiz Maurício (PSDB) à Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb). De acordo com o blog Boca de Rua, o prefeito tucano teria se posicionado de maneira contrária ao empreendimento, colocando assim “uma pá de cal sobre o projeto”.

Porém, para os integrantes do Coletivo Ativista Litoral Sustentável, quem apontou as questões contrárias ao empreendimento foi o departamento de Meio Ambiente e não o prefeito, que estaria se beneficiando politicamente.

 

Ainda segundo o Coletivo Ativista Litoral Sustentável, há denúncias de moradores de Peruíbe que estão sendo procurados por agentes da Gastrading. Conforme alguns deles, que registraram em vídeo a visita, a empresa estaria empreendendo esforços para convencer a população dos benefícios trazidos pela termoelétrica. O ato está marcado para cinco horas da tarde. (pulsar/rba)

Faça um comentário

6 + 1 =