“Universidades devem ficar reservadas para uma elite intelectual”, diz ministro da Educação


Bolsonaro e o ministro da Educação (foto: Agência Brasil)

Ministro da Educação do governo Jair Bolsonaro (PSL), Ricardo Vélez-Rodriguez disse em entrevista ao jornal Valor Econômico, publicada nesta segunda-feira (28), que “a ideia de universidade para todos não existe” e defendeu que as vagas no ensino superior sejam reservadas a uma elite.

“As universidades devem ficar reservadas para uma elite intelectual, que não é a mesma elite econômica [do país]”, disse o ministro.

Para ele, cursos técnicos têm um retorno maior e mais imediato do que a graduação. “Nada contra o Uber, mas esse cidadão poderia ter evitado perder seis anos estudando legislação”, disse, comentando que não faz sentido um advogado estudar anos para virar motorista de Uber.

Tido como ministro da ala dos “ideológicos” de Bolsonaro, Vélez critica o que chama de ideologia de gênero nas escolas, que para ele ensinam “menino a beijar menino e menina a beijar menina”. (pulsar/revista fórum)

Faça um comentário

70 − 61 =