Sobe para 20 mil o número de atingidos pela cheia em Rondônia


(foto: Secom/Governo de Rondônia)

(foto: Secom/Governo de Rondônia)

O número de pessoas afetadas pela cheia histórica do Rio Madeira, em Rondônia, subiu para quase 20 mil. Desde sábado (22), o rio subiu cerca de dez centímetros e atingiu hoje (24) a marca de 19 metros e meio, segundo a Agência Nacional de Águas (ANA).

A cheia já é considerada a maior de todos os tempos. O último recorde histórico foi registrado em 1997 quando o rio atingiu 17 metros e meio acima do nível normal.

Em nota, o Núcleo de Apoio à População Ribeirinha da Amazônia (NAPRA), informou que a inundação foi intensificada após um ‘ilegal e ‘descompassado’ aumento dos reservatórios de água das usinas hidrelétricas de Jirau e Santo Antônio, que foi incoerente com o alegado nos Estudos de Impacto Ambiental.

De acordo com a Rede Brasil Atual (RBA), entre os quilômetros 862 e 868 da BR-364, desde sexta-feira (21), o tráfego continua interrompido. Por causa das chuvas que caem na região, o volume de água sobre a pista atingiu 1 metro e 40 de altura, comprometendo a segurança dos motoristas que trafegam no local. (pulsar/rba)

Faça um comentário

26 + = 28