Seminário discute violência institucional, memória e resistência, no Rio de Janeiro


(imagem: divulgação)

(imagem: divulgação)

Como parte das atividades que marcam o mês de luta dos familiares de vítimas da violência do Estado, o seminário “Nossas vidas importam: ativismo, violência institucional e direitos humanos” acontece na próxima terça-feira (29) e quarta-feira (30) na Universidade Federal Fluminense (UFF), em Niterói, no Rio de Janeiro. O objetivo do evento é colocar em diálogo experiências, trajetórias, iniciativas e pesquisas relacionadas a situações de violência institucional e direitos humanos.

Durante os dois dias de seminário, ativistas de direitos humanos, vítimas e familiares de vítimas de violência do Estado, midiativistas, organizações não governamentais e pesquisadores do Brasil e da Argentina discutirão temas como memória, resistência e a demanda por justiça.

Entre os convidados estão Ana Paula Oliveira, da Rede Nacional de Mães e Familiares de Vítimas do Terrorismo do Estado; Raquel Wittis, da Comisión de Derechos Humanos Zona Norte, da Argentina; Buba Aguiar, do Fala AKARI; e Monique Cruz, da Justiça Global.

O seminário, que acontece no auditório do Instituto de Ciências Humanas e Filosofia da UFF, é organizado pelo Grupo de Pesquisas em Antropologia do Direito e Moralidades (GEPADIM/UFF), em parceria com a Comissão de Direitos Humanos da Associação Brasileira de Antropologia (CDH/ABA) e o Instituto de Estudos Comparados em Administração de Conflitos (INCT-InEAC/UFF).

A programação completa pode ser acessada na página do evento. (pulsar/brasil de fato)

Faça um comentário

82 − = 77