Seminário debate sobre o papel das Rádios Comunitárias no fortalecimento da Democracia


Rádios Comunitárias será tema de seminário no Rio de Janeiro. (arte: divulgação)

Rádios Comunitárias será tema de seminário no Rio de Janeiro. (arte: divulgação)

O processo de ruptura democrática pelo qual o Brasil passou em 2016 e ocasionou o impeachment de Dilma Rousseff e a entrada de Michel Temer no poder tem gerado duras consequências para o povo brasileiro. Um projeto político que não passou pelas urnas está sendo implementado para favorecer, principalmente, o setor empresarial do país.

As consequências do governo Temer, que, segundo pesquisa recém publicada, é o presidente mais impopular do mundo, com apenas 3% de aprovação popular, têm sido alvo de repúdio da população brasileira. Porém, o que contribuiu para o esfacelamento da democracia representativa no país? E qual o papel da comunicação na crise?

Estas perguntas serão discutidas durante o Seminário Reforma Política, Rádios Comunitárias e Fortalecimento da Democracia: Horizontes Possíveis, que ocorrerá nesta terça-feira (28), a partir das três da tarde, no campus da Praia Vermelha, na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

O jornalista da ONG Criar Brasil, organização que está realizando o Seminário, João Paulo Malerba, explicou à Pulsar Brasil sobre a importância deste encontro ocorrer no atual momento político do país e ressaltou o papel crucial da democratização dos meios de comunicação para o fortalecimento da democracia brasileira.

Malerba, que também é pesquisador do Laboratório de Estudos em Comunicação Comunitária da UFRJ (LECC), destacou que as rádios comunitárias estarão no eixo central do evento, pois em fevereiro de 2018 a lei 9.612, que regulamenta o setor, completará 20 anos. Segundo o jornalista, a legislação é limitada e não atende aos interesses das rádios comunitárias.

O seminário Reforma Política, Rádios Comunitárias e Fortalecimento da Democracia: Horizontes Possíveis, contará com duas mesas de debates: ‘Reforma Política, Comunicação e Democracia’, a partir das três da tarde e  ‘O caso das Rádios Comunitárias brasileiras’, a partir das cinco e meia da tarde.

O encontro é uma realização da ONG Criar Brasil em parceria com o Grupo de Pesquisa Políticas e Economia da Informação e da Comunicação (PEIC) e do Laboratório de Estudos em Comunicação Comunitária (LECC), ambos da UFRJ. Para mais informações sobre o encontro, acesse o evento do Facebook Seminário Reforma Política e Rádios Comunitárias. (pulsar)

Audios:

Faça um comentário

17 − 12 =