Seminário da Amarc começa com democracia, internet e liberdade de expressão


(foto: Pulsar Brasil)

(foto: Pulsar Brasil)

No primeiro dia do Seminário Internacional Espectro e Redes Digitais, realizado pela Amarc Brasil (Associação Mundial de Rádios Comunitárias) em Campinas (SP), a programação contou com uma palestra de Rafael Evangelista, do Laboratório de Jornalismo da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), e com uma apresentação do jornalista Emmanuel Colombié, da organização Repórteres Sem Fronteiras.

Rafael Evangelista abordou as redes e o espectro numa perspectiva de uso participativo e democrático. Ele começou com a questão das desigualdades nos diversos espaços da nossa sociedade e chamou atenção para o fato de os participantes do seminário representarem uma diversidade que não é comum nas universidades.

Para Rafael, o surgimento da internet trouxe uma utopia de uma possibilidade de fuga da disputa por espaço nos meios tradicionais. Porém, logo se viu que a internet também seria dominada pelas grandes empresas. Além disso, Evangelista fez uma provocação ao dizer que “as redes sociais colonizaram a internet”.

Já a apresentação de Emmanuel Colombié trouxe um panorama sobre o trabalho realizado pelos Repórteres Sem Fronteiras. A organização acredita na relação direta entre democracia e o acesso à internet para todos. De acordo com Emmanuel, o foco de atuação é a defesa da liberdade de imprensa. Ele ainda levantou o cenário preocupante de violência contra comunicadores comunitários na América Latina.

As atividades do Seminário vão até esta sexta-feira (1). Para saber toda a programação do Seminário Internacional Espectro e Redes Digitais, clique aqui. (pulsar)

Faça um comentário

+ 68 = 69