Seminário da Amarc aponta necessidade de ampliar o debate sobre espectro e comunicação no Brasil


(foto: Pulsar Brasil)

Oficina realizada durante o Seminário Internacional Espectro e Redes Digitais (foto: Pulsar Brasil)

A cidade de Campinas, no interior de São Paulo,  recebeu durante dois dias pesquisadores e comunicadores de diferentes partes do Brasil e do mundo para debater sobre os rumos  das rádios comunitárias e livres dentro do contexto da digitalização.

As discussões do Seminário Internacional Espectro e Redes Digitais mostraram  que o Brasil ainda está  nos primórdios no que se refere a  políticas públicas para o campo do espectro eletromagnético. Com o intuito de familiarizar mais os comunicadores comunitários sobre o tema, duas mesas  buscaram romper paradigmas e esclarecer  o quanto o debate sobre a transição para o digital precisa ser intensificado para evitar que  este espaço seja dominado apenas por grandes corporações.

Lígia Apel, que trabalha há 24 anos com formação de repórteres comunitários no interior da Amazônia destacou que o Seminário foi desafiador do ponto de vista da tecnologia pelo fato dela ser da geração analógica.  Em relação à política, Lígia disse que o debate alertou para a necessidade de elaborar planos de ação que  regulem os oligopólios midiáticos e fortaleçam  comunicadores comunitários.

A militante ressaltou ainda a oficina ministrada pela Ong Artigo 19 sobre ‘Mecanismos legais de defesa para comunicadores comunitários’. Segundo ela, é essencial pensar estratégias de  proteção para os comunicadores comunitários que sofrem com ameaças e, muitas vezes, ataque à vida.

O encontro despertou anseios também no indígena Jonas que trabalha na Rádio Xibé, localizada no Médio Solimões. Após três dias de viagem da sua aldeia no interior da Amazônia até Campinas, Jonas destacou que retornará para a sua comunidade pronto para compartilhar  aprendizados sobre o rádio digital, o projeto Pororoca e, principalmente, a telefonia comunitária.

O Seminário Internacional Espectro e Redes Digitais foi uma realização da Associação Mundial de Rádios Comunitárias (Amarc Brasil). (pulsar)

Audios:

Faça um comentário

− 1 = 9