Sem Terra realizam ocupações em Pernambuco para pressionar por Reforma Agrária no estado


(foto: reprodução)

(foto: reprodução)

No último sábado (26), cerca de 400 famílias Sem Terra ocuparam duas fazendas localizadas no município de Moreno, na região Metropolitana do estado de Pernambuco.

A fazenda do Engenho Moreno foi  ocupada por cerca de 200 famílias. Não é a primeira vez que os trabalhadores rurais ocupam a área. Em 97 os Sem Terra acamparam na propriedade que estava abandonada há mais de três anos para exigir um processo de Reforma Agrária.

No entanto, somente dezessete anos depois,  os proprietários da terra demonstraram interesse em negociar a área com o Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra). Segundo o Movimento Sem Terra (MST), a outra metade das famílias ocupa uma área abandonada na proximidade urbana do município de Moreno.

O diretor estadual do MST, Jaime Amorim, destaca que os Sem Terra pretendem expandir o movimento iniciado com a Jornada Nacional de Lutas pela Reforma Agrária para todo o estado. De acordo com Amorim, os trabalhadores ocuparão latifúndios como forma de dar visibilidade a importância da Reforma Agrária e da produção de alimentos de qualidade para a população. Segundo o MST, as ocupações seguirão até o fim do mês de abril. (pulsar/mst)

Faça um comentário

+ 86 = 90