SÃO PAULO – MORADIA: CPI cancela reunião enquanto novo incêndio afetava favela de São Paulo


A Comissão Parlamentar de Inquérido (CPI) dos Incêndios em Favelas de São Paulo cancelou mais uma reunião enquanto oito barracos da comunidade de Paraisópolis eram afetados por fogo. Não houve feridos.

    A secretária adjunta de Habitação de São Paulo, Elisabete França, compareceria para depor. No entanto, ela participa de um congresso internacional sobre urbanismo, em Moscou, na Rússia. Apesar do aviso ter sido feito em 28 de novembro, o cancelamento da reunião da CPI só ocorreu em cima da hora.

    Essa é a segunda vez que Elisabete França é convocada para depor. Ela compareceu na primeira, em outubro, porém o encontro foi cancelado por não atingir a presença mínima de quatro vereadores. Dos 12 encontros marcados pela Comissão desde abril, sete foram cancelados por falta de quórum.

    Segundo dados oficiais, das mil 613 favelas registradas pela prefeitura de São Paulo, somente 50 integram o Programa de Prevenção contra Incêndios (Previn). Destas, quatro registraram incêndios de grandes proporções após a implementação do programa, que teve início em 2010.

    As investigações da CPI dos Incêndios estão previstas para terminar em dezembro, com o fim da atual legislatura. Mais uma reunião entre os vereadores está marcada para a próxima quarta-feira (12).

    A Comissão de vereadores foi formada para investigar as causas dos cerca de 600 focos de fogo registrados em favelas da cidade de São Paulo desde 2008. (pulsar/brasilatual)

Comentários desabilitados.