Relator recomenda abertura de processo contra Michel Temer


Michel Temer (foto: Evaristo Sa, da AFP)

Michel Temer (foto: Evaristo Sa, da AFP)

O deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ) apresentou na segunda-feira (10) seu parecer pela admissibilidade da investigação pelo Supremo Tribunal Federal da denúncia por crime de corrupção passiva (SIP 1/17) contra o presidente da República, Michel Temer.

Zveiter é o relator do caso na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados. A denúncia foi apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, mas, para que o Supremo analise o caso, é preciso autorização da Câmara.

Logo em seguida, o advogado de Temer, Antonio Claudio Mariz de Oliveira, rebateu o parecer do relator, negando que o presidente tenha recebido propina e reafirmou que o presidente da República “não recebeu um níquel sequer”.

Em seu parecer, o deputado Sergio Zveiter ressaltou que “não é fantasiosa a acusação”. Segundo ele, “é preciso que se faça a investigação, pois são várias as pessoas envolvidas, e a verdade precisa ser esclarecida.”

Para Sergio Zveiter, é importante que o presidente se defenda das denúncias, independentemente de ser ou não culpado delas. O deputado afirmou que há indícios graves, e não é fantasiosa a denúncia, respondendo à defesa, que por escrito havia dito que se tratava de uma “peça de ficção”.

O relator destacou que seu voto favorável não foi porque há provas concretas contra o presidente. Ele destacou que, neste momento, bastam os indícios. (pulsar)

*Informação da Agência Câmara Notícias

Faça um comentário

72 − = 66