Quem controla a mídia no Brasil?


(imagem: reprodução)

(imagem: reprodução)

Nesta terça-feira (31), às seis horas da noite, será lançado em São Paulo o Monitoramento da Propriedade da Mídia (Media Ownership Monitor/MOM), projeto realizado no Brasil pela Repórteres sem Fronteiras e pelo Intervozes – Coletivo Brasil de Comunicação Social. A pesquisa mapeou os 50 maiores veículos de mídia impressa, rádio, televisão e internet do país, os grupos econômicos a que pertencem, seus proprietários, que outros negócios possuem e suas relações políticas.

O resultado será apresentado ao longo de uma programação que contará, além da equipe da pesquisa, com a presença de Olaf Steenfadt, coordenador global do Media Ownership Monitor na Repórteres Sem Fronteiras da Alemanha, e especialistas no tema, como os pesquisadores Cynthia Ottaviano (Presidenta da Organização Interamericana de Defensoras e Defensores das Audiências – OID), Martín Becerra (Universidad Nacional de Quilmes/Argentina) e o jornalista e ex-ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Franklin Martins.

Os dados e seus desdobramentos analíticos vão resultar em um site, que entra no ar também nesta terça (31). As atividades serão realizadas no auditório do Sindicato dos Engenheiros do Estado de São Paulo.

O Monitoramento da Propriedade da Mídia (Media Ownership Monitor/MOM) é uma iniciativa global de pesquisa e incidência política para criar transparência a respeito de quem são os donos da mídia – e, por meio da contextualização e análise de informações, responder a pergunta “quem controla a mídia?”. Fornece ao público uma fonte acessível e continuamente atualizada sobre os interesses por trás das notícias que assistimos, lemos, ouvimos.

No Brasil, foram analisadas as redes de TV aberta Globo, SBT, Record, Band, RedeTV!, RecordNews, TV Brasil, Rede Vida e Gospel, e os veículos de televisão por assinatura, Globo News e Band News. Também foram analisadas as redes de rádio Jovem Pan, Gaúcha Sat, Band FM, Globo AM/FM, Transamérica, Mix FM, CBN, Rede Católica de Rádio, Rede Aleluia, Bandeirantes, BandNews e Novo Tempo; os portais Globo.com, UOL, Abril, IG, ClicRBS, Estadão, R7, Revista Fórum, O Antagonista e BBC; as revistas Veja, Época e IstoÉ e os jornais Folha de S. Paulo, O Globo, Super Notícia, O Estado de S. Paulo, Zero Hora, Extra, Diário Gaúcho, Agora São Paulo, O Estado de Minas, Valor Econômico, Correio Braziliense, O Tempo, Correio do Povo e Daqui. (pulsar/intervozes)

Faça um comentário

86 − 82 =