Projeto de lei pode liberar plantio de cana-de-açúcar na Amazônia Legal


Amazônia (foto: agência brasil)

Amazônia (foto: agência brasil)

Deve ser levado à votação nesta terça-feira (27), no Senado, um Projeto de Lei do senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA) que libera o plantio de cana-de-açúcar na Amazônia Legal – região que abrange nove estados brasileiros. A prática é proibida há 8 anos.

O PL chegou a ser colocado em votação na semana passada, mas não houve quórum para a deliberação por conta de obstruções de partidos como o PT e Rede. Caso aprovado na nova votação, o projeto segue para a aprovação na Câmara dos Deputados e, na sequência, para a sanção presidencial.

Entidades socioambientais como o Greenpeace e a WWF divulgaram, nesta segunda-feira (26), uma carta de repúdio ao projeto do senador tucano, alertando para o risco de desmatamento e pontuando, ainda, que a proposta “atende a alguns interesses privados e acaba beneficiando estrangeiros enquanto impõe graves ameaças à Amazônia e ao setor de biocombustíveis”.

Em nota, o deputado Flexa Ribeiro informou que o projeto visa liberar o plantio de cana em áreas já degradadas e que, por isso, não haveria o risco de desmatamento e que o cultivo geraria renda e emprego. As entidades, no entanto, rebateram.

“Permitir o cultivo na Amazônia, mesmo que em áreas degradadas, significa acrescentar mais um motor ao desmatamento na região: a pecuária será empurrada para novas áreas para dar lugar à lavoura, estimulando a devastação onde hoje deveria haver aumento de produtividade. Toda a infraestrutura de processamento precisaria se instalar ali, o que aumenta a pressão sobre a floresta. Cria-se um problema onde hoje ele não existe, e sem nenhuma justificativa consistente”. (pulsar/revista fórum)

Faça um comentário

− 1 = 6