Professores de ensino superior público entram em greve contra retrocessos na educação


(imagem: reprodução)

(imagem: reprodução)

Professores de instituições de ensino superior iniciam nesta quinta-feira (24) greve contra Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55 e contra a Medida Provisória (MP) 746, mais conhecida como a MP do ensino médio. Já em suas primeiras horas, o movimento registra a adesão de 39 instituições de ensino à paralisação. Também nesta quinta foi instalado o comando nacional de greve.

Para o secretário-geral do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes), Alexandre Galvão Carvalho, a aprovação da PEC 55 levará à destruição da educação pública. Ele afirma que “A PEC ataca o processo de contingenciamento da educação básica e superior. O congelamento do salários dos professores irá corroer a educação brasileira”.

A Medida Provisória do ensino médio causou insatisfação em educadores e estudantes que em nenhum momento foram consultados sobre a implementação da proposta. Como forma de contestar a MP que  tem sido chamada de ‘elitista’ por boa parte dos profissionais da Educação, estudantes em todo o país organizaram um movimento de ocupação das escolas.

Os ataques à Educação só aumentam e a política de desmonte das conquistas sociais tem confirmado cada vez mais o caráter antidemocrático do governo de Michel Temer (PMDB). (pulsar)

*Com informações da RBA

Faça um comentário

87 + = 88