Pesquisa revela pensamento machista entre os jovens


(imagem: reprodução)

(imagem: reprodução)

Uma pesquisa divulgada na última quarta-feira (3) mostrou que a maioria dos jovens ainda reforça comportamentos de repressão às mulheres na sociedade. De acordo com o levantamento realizado pelo Instituto Avon e Data Popular, 48 por cento dos entrevistados dizem achar errado a mulher sair sozinha com amigos, sem a companhia do marido ou namorado.

A pesquisa ouviu duas mil e 46 jovens de 16 a 24 anos de todas as regiões do país, sendo mil e 29 mulheres e mil e 17 homens. Do total, 96 por cento admitem viver em uma sociedade machista, 68 por cento desaprovam as mulheres que têm relações sexuais no primeiro encontro e 76 por cento criticam aquelas que têm vários “ficantes”. Cerca de 80 por cento afirmam ainda que a mulher não deve ficar bêbada em festas.

Quanto às respostas das mulheres, 78 por cento delas relatam já ter sofrido algum tipo de assédio, como cantada ofensiva, abordagem violenta e ser beijada à força. No relacionamento entre os jovens, aparecem com frequência ações de controle e violência contra elas: 40 por cento disseram que o parceiro controla o que fazem, onde e com quem estão, 35 por cento relatam que foram xingadas pelo namorado e 33 por cento impedidas de usar determinada roupa.

Nove por cento das mulheres afirmam que já foram obrigadas a fazer sexo quando não estavam com vontade e 37 por cento delas já tiveram relação sexual sem camisinha por insistência do parceiro. Quarenta e dois por cento das mulheres, contra 41 por cento dos homens disseram concordar que uma garota deve ficar com poucos parceiros. Quarenta e três por cento dos homens ainda veem diferença entre mulheres para “namorar” e “para ficar”. Segundo eles, aquelas que possuem muitas relações não são para namorar. Entre as mulheres, 34 por cento pensam o mesmo. (pulsar/revista fórum)

Faça um comentário

− 1 = 1