Pesquisa do UNICEF aponta alto índice de violência física contra crianças e adolescentes


(foto: reprodução)

(foto: reprodução)

No mundo, seis em cada 10 crianças, de dois a 14 anos de idade, sofrem punições físicas pelas mãos de seus cuidadores. Na maioria dos casos, as crianças sofrem ao mesmo tempo castigo físico e agressão psicológica. Os números são da pesquisa “Ocultos à plena luz”, divulgada neste ano pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).

Para melhorar a proteção à infância no país, está em vigor a lei que obriga entidades a terem profissionais capazes de identificar sinais de maus-tratos nas crianças. A nova lei vale para clubes, organizações religiosas, escolas e creches, que abriguem crianças e adolescentes.

Os profissionais devem examinar as crianças e comunicar os casos suspeitos ou confirmados ao Conselho Tutelar. A cárie sem tratamento e a gravidez muito cedo são alguns dos sinais de maus tratos. A lei encarrega os Conselhos Tutelares de treinar profissionais e divulgar material explicativo sobre o tema nas comunidades.

São considerados maus-tratos a violência física ou psicológica, a violência sexual e a omissão do adulto no atendimento às necessidades básicas da criança ou adolescente. (pulsar/brasil de fato)

Faça um comentário

5 + 1 =