Pelé considera ‘normal’ morte de operário durante obras de estádios que receberão a Copa do Mundo


(arte: ronaldofreitas.com)

(arte: ronaldofreitas.com)

Em entrevista coletiva realizada durante o lançamento de sua linha de diamantes personalizados, Pelé afirmou considerar ‘normal’ a morte de um operário no final do mês de março durante as obras de construção da Arena Corinthians, conhecida como Itaqueirão.

Ao ser questionado  sobre a morte do trabalhador, o ex- jogador declarou que acidentes acontecem, são coisas da vida, segundo Pelé. A maior preocupação do ex-jogador, é com a desorganização dos aeroportos brasileiros. De acordo com ele, a maneira como está sendo administrada a entrada e saída de turistas nos aeroportos do Brasil pode ser alvo de criticas para quem é de fora do país.

O operário Fabio Hamilton da Cruz, de 23 anos, caiu de uma das estruturas da arquibancada provisória do Itaquerão no último 29 de março. No dia seguinte, uma equipe do Ministério do Trabalho esteve no local e constatou que a obra apresentava riscos aos trabalhadores e que um dos problemas era a extensão limitada dos cabos de aço que sustentam o equipamento de segurança, o que pode ter ajudado a provocar a queda de Cruz. Com ele, já foram oito as mortes de operários nas obras relacionadas com a Copa do Mundo no país, três delas no estádio de abertura do torneio.

Pelé já havia sido alvo de críticas no ano passado após pedir que os brasileiros deixassem os protestos sociais, que começaram em junho do ano passado no país, para depois da Copa. Os gastos com as obras para a Copa, que tem os estádios mais caros dentre os últimos Mundiais, é um dos alvos das manifestações. (pulsar)

 

Faça um comentário

+ 37 = 46