Para cientista político, Congresso Nacional terá tendência ainda mais conservadora


(foto: reprodução)

Às vésperas das eleições, a Pulsar Brasil conversou com o cientista político e professor da Universidade Federal Fluminense (UFF), Marcio Malta, sobre o conturbado processo eleitoral pelo qual o país está passando.

Malta trouxe à tona durante a entrevista aspectos relacionados a ascensão do candidato Jair Bolsonaro (PSL) e estabeleceu um paralelo com o  movimento nazista na Alemanha que chegou ao poder a partir das eleições.

O professor faz também uma radiografia do comportamento conservador do brasileiro atrelado ao crescimento da extrema-direita e da representatividade das pautas reacionárias por figuras públicas. Malta lembra que é fundamental entender esse movimento como de caráter mundial e não somente local. O cientista político cita o exemplo da chegada de Donald Trump ao poder nos Estados Unidos.

O papel dos movimentos sociais organizados é destacado por Malta neste momento. Segundo ele, na conjuntura atual os movimentos  fazem frentes às políticas neoliberais que têm impactado principalmente a população de baixa renda. (pulsar)

Audios:

Faça um comentário

1 + = 3