ONU denuncia impunidade da violência policial no Brasil


(charge: Latuff)

(charge: Latuff)

Nesta terça-feira (8), a Organização das Nações Unidas (ONU) denuncia a impunidade nos crimes cometidos por policiais e agentes de segurança no Brasil em seu Conselho de Direitos Humanos. O informe, que será apresentado pelo relator especial do órgão, Juan Méndez, afirma que essas são ocorrências regulares.

Dados nacionais analisados pela ONU apontam que, em 2013, cerca de seis pessoas morreram por dia em operações policiais, sendo a maioria dos casos devido a uso excessivo da força. A instituição ressalta ainda que de 220 operações realizadas, somente uma teve como fim a condenação do réu, no mesmo ano.

De acordo com Juan Méndez, os casos de agentes que cometem abusos a prisioneiros ou detidos não são investigados da maneira correta, e os autores raramente são levados à Justiça. Para ele, a violência criminal é exacerbada pela impunidade.

Com dados do Infopen, sistema de informações e estatísticas de penitenciárias, a ONU aponta que somente na primeira metade de 2014, 545 pessoas morreram em presídios, sendo metades das mortes “intencionais”.

O relator também afirma que as prisões brasileiras são desumanas e cruéis e denuncia que visitas ocorrem em condições humilhantes. A organização pede ao governo que foque na redução da população carcerária do país, que hoje é a quarta maior do mundo. (pulsar/brasil de fato)

Faça um comentário

+ 25 = 33