ONG internacional lança pesquisa para conhecer os ‘donos da mídia’ no Brasil


Donos da mídia no Brasil (Foto: Felipe Cabral)

Donos da mídia no Brasil (Foto: Felipe Cabral)

Na última terça-feira (4) ocorreu no Rio de Janeiro o  lançamento da versão brasileira do Monitoramento da Propriedade de Mídia (Media Ownership Monitor – MOM). O projeto, que já passou por outros oito países, mapeia os maiores controladores das empresas de mídia, os interesses econômicos por trás dos grupos de comunicação e as políticas de Estado destinadas para evitar a concentração de mercado e o uso da verba pública para publicidade.

O monitoramento no Brasil ocorrerá entre julho e outubro deste ano e pretende  ‘abrir  a caixa preta’ de um dos setores econômicos mais lucrativos do país. A iniciativa da ONG Repórteres Sem Fronteiras (RSF) conta com a participação do Coletivo Brasil de Comunicação Social – Intervozes, que  assina a execução da atividade no país.

O diretor da ONG Repórteres Sem Fronteiras (RSF) na América Latina, Emmanuel Colombié, explicou à Pulsar Brasil que o MOM existe há dois anos e já foi desenvolvido em países como Peru, Ucrânia, Mongólia e Turquia. Segundo  Colombié, os resultados da pesquisa variam de acordo com a realidade legal, política e econômica de cada país. De acordo com o diretor da RSF, a principal intenção do MOM é ampliar  para a sociedade civil a transparência  de acesso à informação sobre o setor da mídia.

Colombié destacou ainda que após os  quatro meses de pesquisa, os resultados do mapeamento ficarão disponíveis num site  específico do projeto e que atualizações constantes serão realizadas ao longo dos anos para evitar que o levantamento fique  ultrapassado. (pulsar)

Audios:

Faça um comentário

56 − 46 =