“O legado de Marielle é esperança e sabedoria”, diz mãe da vereadora


Marinete da Silva, mãe de Marielle Franco. (foto: Pablo Vergara)

“É difícil falar sobre esta dor, é uma lacuna, uma ferida aberta que vai ficar para o resto da minha vida, até porque não é normal que as mães enterrem seus filhos. Não tem como mensurar o que é isso, só uma mãe que passa pelo processo sabe avaliar o que eu sinto hoje”. As palavras  são de Marinete da Silva, mãe da vereadora assassinada Marielle Franco durante uma entrevista concedida ao Brasil de Fato.

Mariente se ampara na trajetória da sua filha para permanecer a luta por justiça. Um ano depois do crime político que ganhou repercussão internacional pela frieza e brutalidade da ação dos assassinos, a mãe de Marielle e sua família seguem cobrando respostas das autoridades, principalmente com relação ao mando do crime.

Para Marinete, o ex-PM reformado Ronnie Lessa, acusado de efetuar os disparos que mataram Marielle e Anderson e o ex-PM Élcio Queiroz, apontado como motorista do carro de onde partiram os tiros, não agiram sozinhos na noite do dia 14 de março de 2018.

A perda filha mais velha e toda a ausência deixada na família não fez com que Marinete enfraquecesse na luta para manter vivo o legado de Marielle, que, segundo a própria mãe,  transcende o Rio e o Brasil e está no mundo. (pulsar)

Ouça a reportagem.

Leia a entrevista completa aqui.

Audios:

Faça um comentário

57 + = 62