No Rio, Dia Internacional de Limpeza de Praias mobiliza a população


(imagem: reprodução)

(imagem: reprodução)

No Dia Internacional de Limpeza de Praias (16 de setembro), a ONU (Organização das Nações Unidas) Meio Ambiente dá início à Semana Mares Limpos com um evento em Copacabana, na capital carioca. Além disso, também no Rio de Janeiro, está prevista neste sábado uma atividade na Ilha de Paquetá.

A ilha, situada na Baía de Guanabara, se une ao esforço mundial de conscientização e mobilização sobre o problema do lixo nas águas. Denise Viola, uma das fundadoras do Movimento Baía Viva e amante de Paquetá, conta que o encontro está previsto para nove horas da manhã na praia do Catimbau. De acordo com ela, o objetivo é despertar a população e os voluntários para um compromisso permanente pelas águas limpas.

Ao longo da #SemanaMaresLimpos, que segue até 24 de setembro, mais de 60 grupos promovem ações voluntárias de limpeza em praias, rios e lagoas em 11 estados brasileiros.

A ONU Meio Ambiente está reunindo os esforços realizados no Brasil sob o guarda-chuva de sua mais ambiciosa campanha, a Mares Limpos, para abordar a questão do lixo nas praias e subsidiar o Plano Nacional de Combate ao Lixo no Mar, capitaneado pelo Ministério do Meio Ambiente.

Atualmente, estima-se que mais de oito milhões de toneladas de plástico acabem nos oceanos todos os anos, causando danos à vida marinha, pesca e turismo, e custando pelo menos oito bilhões de dólares em prejuízo aos ecossistemas marinhos.

A campanha Mares Limpos global convida governos, indústria e cidadãos para acabar com o uso excessivo e desperdício de plásticos descartáveis e eliminar microplásticos em cosméticos, as duas maiores fontes de poluição marinha. (pulsar)

 

Audios:

Faça um comentário

5 + 5 =