No Rio, 1° Festival da Comunicação Sindical e Popular acontece nesta quinta (25)


(imagem: reprodução)

(imagem: reprodução)

Nesta quinta-feira (25), acontece no Rio de Janeiro o Primeiro Festival da Comunicação Sindical e Popular. A iniciativa é do Núcleo Piratininga de Comunicação (NPC), que pretende levar para a Cinelândia, no centro da cidade, um grande evento de comunicação, com música, teatro e dança, para expor os mais diversos trabalhos de imprensa realizados por sindicatos, coletivos e movimentos sociais. Para saber um pouco mais sobre o festival a Pulsar Brasil conversou com Luisa Santiago, socióloga e pesquisadora do NPC.

De acordo com ela, o objetivo é que seja um dia de luta e celebração da comunicação sindical e popular. O evento começa às 10 horas da manhã e vai até oito horas da noite e conta com uma programação que vai discutir temas atuais da classe trabalhadora. Além da programação cultural, Luisa Santiago conta que estão previstas três aulas públicas temáticas sobre a greve geral de 1917 no Brasil, a Revolução Russa de 1917 e globalização, trabalho e comunicação.

Para a socióloga, no atual momento de crise política no Brasil é muito importante se pensar a comunicação feita a partir do ponto de vista dos trabalhadores. Ela lembra que os grandes meios de comunicação estão concentrados nas mãos de poucos e que é essencial valorizar quem luta pela democratização da mídia.

O evento é aberto e gratuito e comemora o marco dos 100 Anos da Greve das Tecelãs na Rússia. (pulsar)

Audios:

Faça um comentário

50 + = 55