No MS, indígenas sofrem ataque em tentativa de retomar terra


(charge: Latuff)

(charge: Latuff)

Indígenas Guarani Kaiowá sofreram ataques a tiros no último domingo (31), no tekoha Kurusu Ambá, situado no município de Coronel Sapucaia, no Mato Grosso do Sul, na fronteira com o Paraguai. A agressão teria ocorrido após a tentativa de retomada da fazenda Madama, propriedade localizada no território reivindicado como tradicional pelos Kaiowá.

De acordo com informações do Conselho Indigenista Missionário (Cimi), os três acampamentos que compõem o Kurusu Ambá foram atacados por homens em caminhonetes que atearam fogo nas casas e atiraram contra os indígenas. Muitos perderam suas casas e alguns estão desaparecidos. A comunidade ainda aguarda a chegada da Polícia Federal e da Fundação Nacional do Índio (Funai), que já foram informadas sobre o ocorrido.

Algo semelhante ocorreu em junho de 2015, quando os indígenas tentaram ocupar a mesma fazenda e foram violentamente expulsos pelos fazendeiros. Nesse episódio casas foram incendiadas, duas crianças desapareceram e dezenas ficaram feridos. Já em 2007, ano que os Kaiowá iniciaram a retomada de Kurusu Ambá, duas lideranças foram assassinadas, desde então, mais dois indígenas foram mortos no contexto de luta pela terra.

Segundo o Cimi, há quase uma década o tehoka Kurusu Ambá está em processo de identificação e demarcação. (pulsar/brasil de fato)

Faça um comentário

+ 14 = 18