Negociações do Grito da Terra acontecem em todo o país


(foto: Marcelo Camargo)

(foto: Marcelo Camargo)

Do dia 20 ao dia 22 de maio, a Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag) organiza o 20º Grito da Terra Brasil. Promovido em parceria com as federações dos Trabalhadores na Agricultura (Fetags), o evento este ano decidiu descentralizar as mobilizações. Em vez de organizar marcha apenas na capital federal, o movimento promove atos em todo o país em frente a órgãos públicos. A expectativa é que os atos reúnam 40 mil pessoas.

De acordo com a organização do Grito da Terra, as principais demandas de Brasília e seu entorno são a implementação de infraestrutura nos assentamentos já legalizados e a publicação de decreto que regularize áreas onde há acampamentos de pequenos produtores.

Os trabalhadores rurais realizam caminhadas, acampamentos e reuniões com os órgãos públicos em diversas capitais: Fortaleza, Natal, Recife, Maceió, Teresina, Porto Alegre, Florianópolis, Campo Grande, Goiânia e Porto Velho. (pulsar/rba)

Faça um comentário

28 − 26 =