Mulheres receberam 23,6% menos que os homens em 2015, aponta IBGE


(foto: ISTOCK)

(foto: ISTOCK)

As trabalhadoras brasileiras ganhavam, em 2015, 23,6 por cento menos que os trabalhadores. Dados do Cadastro Central de Empresas (Cempre) revelam que, considerando o universo de pessoas ocupadas assalariadas, os homens receberam em média dois mil 708 reais e as mulheres dois mil 191 reais. O levantamento foi divulgado na última quarta-feira (5) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em cinco anos, entre 2010 e 2015, o percentual de mulheres ocupadas assalariadas aumentou 1,9 ponto percentual. A maior participação feminina nesse período estava na administração pública e nas entidades sem fins lucrativos.

Os dados do Cempre revelam ainda que, nas entidades empresariais, embora os homens sejam maioria, a diferença entre o número de pessoal ocupado do sexo masculino e feminino vem caindo de 2010 para cá. No período, a diferença diminuiu 5,2 pontos percentuais.

Em 2015, 79,6 por cento do pessoal ocupado assalariado não tinha nível superior e 20,4 por cento tinha. O número de empregados com nível superior cresceu 0,4 por cento, enquanto o pessoal sem nível superior recuou 4,5 por cento, em relação a 2014. (pulsar/rba)

Faça um comentário

35 + = 37