Camponesas se reunem pra discutir soberania alimentar e violência contra mulheres


Movimento de Mulheres Camponesas organiza encontro que reunirá cerca de 3 mil mulheres (foto: divulgação)

Com o tema “Na Sociedade que a Gente Quer, Basta de Violência contra a Mulher!”, cerca de três mil mulheres camponesas, de vinte e dois estados do Brasil, estão sendo esperadas para os dias 18 a 21 de fevereiro, no Parque da Cidade em Brasília.

Segundo a dirigente da região Sul do Movimento de Mulheres Camponesas (MMC), Noeli Taborda o objetivo deste encontro será dar “visibilidade ao papel importante que a mulher exerce na produção de alimentos, celebrando conquistas e planejando o futuro”.

Durante os dias do encontro, as mulheres discutirão temas como a produção de alimentos saudáveis, o combate a violência contra as mulheres e o feminismo. Segundo a dirigente do Movimento da região Amazônica, Tânia Chantel a importância do encontro se situa no fato de “reunir mulheres do campo de todo o Brasil para discutir e dialogar sobre temas como o projeto de agricultura camponesa que defendem.

Tânia também aponta para o tema da violência que atinge muitas mulheres do campo, “mas que não é visibilizada pela sociedade, pelas autoridades e pela mídia”. O encontro também pretende ser propositivo no sentido de fomentar a criação de políticas públicas.

O MMC possui como missão a libertação das mulheres trabalhadoras de qualquer opressão e discriminação. O Movimento tem a preocupação com a soberania alimentar, entendida como a produção de alimentos saudáveis e diversificados para o consumo de toda população brasileira, e não apenas de suas famílias. (pulsar)

Faça um comentário

57 − = 47