Movimentos populares convocam ato nacional pela liberdade de Lula nesta quarta (11)


(foto: Francisco Proner Ramos)

(foto: Francisco Proner Ramos)

Movimentos populares e centrais sindicais, que integram as Frentes Brasil Popular e o Povo Sem Medo, convocam um ato nacional marcado para esta quarta-feira (11), em defesa da liberdade para Lula. Para Milton Rezende, dirigente da executiva nacional da Central Única dos Trabalhadores (CUT-SP), a prisão do ex-presidente é a continuação do golpe de 2016, tendo o seu início com o impeachment da presidenta Dilma Rousseff. O ato nacional também tem como objetivo alertar a população que a democracia está ameaçada e pressionar o Supremo Tribunal Federal (STF).

No sábado (7) Lula se apresentou à Superintendência da Polícia Federal para cumprir o mandado de prisão emitido pelo juiz de primeira instância Sérgio Moro. Desde que foi emitido o mandado de prisão, na quinta-feira (5), militantes e manifestantes se dirigiram até o Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, onde estava o ex-presidente, para prestar solidariedade.

Em nota, a Frente Brasil Popular e Frente Povo Sem Medo avaliam que a prisão de Lula não está desvinculada da questão democrática e, portanto, consideram que o ex-presidente é um preso político.

A Frente Internacional Brasileiros Contra o Golpe convoca ato em diferentes partes do mundo contra a prisão de Lula. Já aconteceram atos em Nova York, Paris, Buenos Aires, Berlim, Santiago, Washington, Bogotá, Oslo, Londres, Cidade do México, Barcelona. São esperadas ainda manifestações em Roma, Lisboa, Rund, Madri, Dublin, Bruxelas, Londres e Frankfurt. (pulsar/brasil de fato)

Faça um comentário

28 + = 36