Justiça embarga obra para as Olimpíadas na Lagoa Rodrigo de Freitas


(foto: reprodução)

(foto: reprodução)

A Justiça Federal embargou a obra para a construção de arquibancadas flutuantes na Lagoa Rodrigo de Freitas, zona sul do Rio de Janeiro, para as competições de canoagem e remo nos Jogos Olímpicos de 2016.

De acordo com o Ministério Público do Rio de Janeiro, o Instituto do Patrimônio Histórico Artístico e Nacional (Iphan) não foi notificado da obra.

A suspensão foi motivada por denúncias de danos ambientais e à paisagem natural da região. A estrutura que estava sendo construída na Lagoa tinha capacidade para 10 mil pessoas.

Segundo o Portal Terra, a Justiça Federal condicionou o reinício das obras à apresentação de uma análise técnica do Iphan sobre o impacto do projeto. Além disso, determinou que a Prefeitura e o governo do Rio revisem as licenças concedidas até então após o pronunciamento do órgão. (pulsar)

Faça um comentário

4 + 4 =