Indígenas da Bahia estão em Brasília contra a PEC 215


(imagem: reprodução)

(imagem: reprodução)

Na semana em que o Congresso promete reabrir a Comissão Especial para analisar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 215, uma delegação de índios Pataxó, Pataxó Hahãehãe, Kariri e Tupinambá, todos do extremo sul da Bahia, está em Brasília para cumprir uma agenda cheia de visitas e pedidos nas três instâncias de poder para que os direitos indígenas e a Constituição sejam respeitados. A PEC pretende transferir ao Congresso Nacional a decisão final sobre a demarcação de terras indígenas no Brasil.

Ao todo, devem circular pelo Eixo Monumental cerca de cem indígenas, com a chegada de mais uma delegação da região Norte da Bahia. A ideia é que a delegação visite os gabinetes dos deputados entregando um documento, na tentativa de sensibilizar os parlamentares para votarem contra a PEC 215.

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) também serão visitados. A pauta no STF é alertar para as consequências que as últimas votações da 2ª turma vão trazer para os povos indígenas. Um protesto está marcado simultaneamente à reinstalação da Comissão Especial da PEC 215.

Já na quarta-feira (18), o grupo vai realizar uma caminhada pelo Eixo Monumental carregando faixas e cartazes, alertando para o que vem acontecendo com os povos indígenas. Mais para o final da semana está marcado um encontro com a Fundação Nacional do Índio (Funai) e representantes do Executivo.

A delegação ainda participa da instalação da Frente Parlamentar de apoio aos Povos Indígenas, que está prevista para esta terça-feira (17). (pulsar/cimi)

Faça um comentário

− 3 = 3