Ibope muda filtro em última pesquisa e influencia resultado, dizem analistas


(foto: reprodução)

O Ibope modificou um dos filtros que selecionam os entrevistados na última pesquisa eleitoral, divulgada nesta segunda-feira (1º), e influenciou diretamente os resultados.

De acordo com o cientista político Alberto Carlos de Almeida, em suas redes sociais, “na pesquisa de ontem não foi entrevistado quem não votou nas últimas eleições. Por isso, a rigor, os resultados não são comparáveis (com as pesquisas anteriores)”.

A pesquisa aponta um crescimento de Jair Bolsonaro (PSL) no eleitorado feminino justamente no fim de semana em que foram realizados atos de protestos contra sua candidatura, o movimento #elenão. Os dados têm sido utilizados amplamente pela Rede Globo, que encomendou a pesquisa junto com o jornal O Estado de S.Paulo. No levantamento, uma das perguntas – não utilizada nos estudos anteriores – pergunta ao eleitor se ele votou nas últimas eleições. Com a resposta negativa, o entrevistador não prossegue com a entrevista.

Esse filtro pode ter prejudicado a candidatura de Fernando Haddad (PT), segundo analistas ouvidos pela Fórum. O petista registra crescimento entre os mais jovens, na faixa eleitoral daqueles que não votaram nas eleições anteriores. (pulsar/revista fórum)

Faça um comentário

− 3 = 1