Homens armados invadem hospital e executam trabalhador rural no Pará


Waldomiro Costa Pereira militou por muitos anos pela reforma agrária (foto: Reprodução)

Waldomiro Costa Pereira militou por muitos anos pela reforma agrária (foto: Reprodução)

O trabalhador rural Waldomiro Costa Pereira foi assassinado na última segunda-feira (20) por um grupo de homens armados que invadiu o Hospital Geral de Parauapebas, no sudeste do Pará, onde ele estava internado. Em nota, a Coordenação Estadual do MST paraense lamentou o ocorrido.

Waldomiro, que não participava no período recente de instâncias de direção do MST no estado, era militante do Partido dos Trabalhadores (PT) e havia assumido um cargo de assessoria na Prefeitura da cidade.

Vigilantes do hospital relataram que, por volta das duas e meia, foram rendidos por cinco homens encapuzados que portavam armas e chegaram em duas motocicletas. Três deles entraram no prédio em direção à UTI. A ação durou cerca de três minutos e foi registrada pelas câmeras de segurança do hospital. A Polícia Civil de Parauapebas já abriu um inquérito para investigar o caso.

A nota divulgada pelo MST destaca que Waldomiro contribuiu, desde 1996, para a luta pela Reforma Agrária. A vítima era assentada no Assentamento 17 de abril, onde atuava desde sua ocupação.

O MST também exigiu uma resposta das autoridades para julgar “tamanha brutalidade cometida por um estado de violência que representa a banalização da vida em nossa sociedade”.

Em nota, a Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, informou que disponibilizará todas as imagens do circuito interno de gravação do hospital para as autoridades policiais. (pulsar/brasil de fato)

Faça um comentário

− 2 = 4