Funcionários demitidos da GM aprovam acordo com montadora


(foto: sindmetal)

(foto: sindmetal)

Durante assembleia realizada na última terça-feira (21), trabalhadores da General Motors (GM) de São José dos Campos aprovaram acordo de indenização para os 687 funcionários demitidos no final do ano passado.

Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos, o acordo prevê que os demitidos tenham direito aos mesmos benefícios concedidos àqueles que aderiram ao plano de demissões voluntárias (PDV). Isso significa que os atingidos pela demissão em massa da GM receberão até cinco salários, dependendo do tempo de contratação, e assistência médica garantida por quatro meses após a data do aviso prévio.

Apesar da indenização, os danos para a economia do município neste ano são irreversíveis. Dados do Dieese apontam que ao longo de um ano a renda desses trabalhadores, incluindo 13º salário e participação nos lucros ou resultados (PLR), movimentaria cerca de 168 milhões de reais na economia de São José dos Campos. O valor representa 14% da renda dos trabalhadores do mercado de trabalho formal de toda a região metropolitana do Vale do Paraíba.

Os cortes na montadora ocorreram após a GM decidir encerrar a produção do modelo Classic no setor Montagem de Veículos Automotores (MVA), em São José dos Campos. Os trabalhadores receberam uma carta durante o período de férias coletivas informando que estavam demitidos.(pulsar/rede brasil atual)

Faça um comentário

2 + 6 =