Fifa concorre ao prêmio de pior empresa do mundo


Violação de direitos humanos e Fifa.

Violação de direitos humanos e Fifa.(foto: publiceye.ch)

A Federação Internacional de Futebol (Fifa) está na disputa pelo prêmio que escolhe a pior empresa do mundo. Violação de direitos humanos, destruição do meio ambiente e corrupção por parte dos integrantes da organização colaboram para que a Fifa esteja entre as oito companhias que concorrem ao pódio.

O Public Eye Awards existe desde 2000. A iniciativa é promovida por organizações não governamentais de todo o mundo que anualmente elegem as companhias que investem na globalização apenas para fins lucrativos.

A indicação do nome da Fifa para o Public Eye Awards foi feita pela Articulação Nacional dos Comitês Populares para a Copa (ANCOP). Segundo o movimento, a Copa do Mundo contribui para para a violação de direitos humanos como à moradia adequada, liberdade de acesso e direito ao trabalho.

Dados apresentados pela ANCOP apontam que até a conclusão das obras para a Copa do Mundo e Olimpíadas, estima-se que só no Rio de Janeiro sete mil famílias corram o risco de perder as suas casas.

Além da Fifa, a petrolífera Gazprom, a química BASF, o banco HSBC, a mineradora Glencore Xstrata, o grupo Marine Harvest, a grife GAP e a elétrica Eskom são as sete indicadas ao pleito online. (pulsar)

Faça um comentário

1 + 1 =