Empresários, homens e brancos são maioria entre os candidatos para eleição de 2018


(foto: reprodução)

O número de candidatos para as eleições gerais de 2018 cresceu 6 por cento em relação ao pleito de 2014. São 27 mil 841 candidatos para disputar as 1.654 vagas. Uma média de 16 por vaga. Os dados são do Tribunal Superior Eleitoral – TSE.

O perfil dos concorrentes é majoritariamente formado por homens, brancos, empresários, com ensino superior completo e de meia idade. 70 por cento dos candidatos são homens; contra 30 por cento de mulheres. Este é o limite definido por lei, que prevê que 30 por cento dos nomes das listas partidárias precisam ser de mulheres.

Já em relação à ocupação, 10 por cento dos candidatos são empresários. É a atividade mais registrada entre os inscritos para a eleição. Em seguida, vêm os advogados, que representam 6 por cento do total. Em terceiro lugar estão os que registram a ocupação como deputado, 4 por cento.

Entre os partidos, o que mais registrou candidaturas foi o PSL, com 5 por cento do total. O PSOL é o segundo com 4 por cento. Vem na sequência o PT, o Patriota e o MDB. O PSDB, um dos maiores partidos do país, aparece em décimo segundo lugar no número de candidatos.

Em relação a cor, a maioria é formada por brancos, são 52 por cento do total. 35 por cento se declaram pardos e 10 por cento se declaram pretos. Apenas 129 candidatos se registraram como indígenas, o que representa menos de meio por cento das candidaturas.

59 por cento dos concorrentes têm entre 40 e 60 anos. 15 por cento estão acima dos sessenta e 24 por cento tem 39 anos ou menos.

Praticamente a metade, ou 49 por cento dos postulantes a um cargo eletivo, tem o ensino superior completo. 28 por cento afirmam ter ensino médio completo e 5 por cento dizem ter ensino fundamental completo. (pulsar)

*Informações da Agência Brasil

Faça um comentário

+ 78 = 81