Em seis meses, Disque-Denúncia recebeu mais de 30 mil queixas de violência contra a mulher


(foto: contramachismo.wordpress)

(foto: contramachismo.wordpress)

Um balanço dos atendimentos realizados no primeiro semestre de 2014 pelo Ligue 180 – que, desde março deste ano, funciona como Disque-Denúncia – mostra o quão ainda é persistente e covarde a violência contra a mulher no Brasil. Em apenas seis meses, foram recebidas mais de 15 mil denúncias, encaminhadas, diretamente, para serviços de segurança e para o Ministério Público dos estados.

De janeiro a junho, o Ligue 180 realizou mais de 265 mil  atendimentos. Destes, 30 mil 625 foram denúncias de violência, sendo a mais recorrente a física, com 15 mil 541 casos.

Outro dado preocupante é que quase 70% dos casos de violência sexual, o equivalente a 601 relatos, foram estupros e 166 denúncias de exploração sexual. Já os registros de cárcere privado chegaram a três denúncias por dia. Apesar de não estar entre as mais reladas, a violência sexual chamou a atenção por registrar pelo menos cinco casos diariamente, cifra considerada expressiva.

A relação entre vítima e agressor, na maior parte dos casos, é a mais próxima possível. O balanço aponta que 82,82% das mulheres sofreram agressões pelas mãos de homens com quem mantinham relações afetivas; 11,20% por parte de algum familiar; 5,66% foram agredidas por pessoas com quem mantinham relações externas; e 0,33% das agressões foram oriundas de relações homoafetivas.

Os casos de feminicídio – quando a vítima é assassinada de forma violenta pelo simples fato de ser mulher – também são destacados nos atendimentos realizados pelo Ligue 180. O serviço registrou, pelo menos, 176 tentativas de homicídio e 49 casos consumados, apenas no primeiro semestre do ano. O número de vítimas é mais uma forma de alertar para a necessidade de se prevenir e também de pressionar pela aprovação da proposta legislativa que tramita no Congresso Nacional de criar uma tipificação penal especial para o feminicídio. (pulsar/brasil de fato)

Faça um comentário

38 − 29 =