Em Pernambuco, produção diversificada garante geração de renda, saúde e conservação da natureza no Sertão do Araripe


A agroecologia como solução (foto: reprodução)

A agroecologia como solução (foto: reprodução)

Pelas ondas radiofônicas, o sexto programa da Série Caravana Agroecológica confirma a importância econômica, social e ambiental da produção diversificada no Sertão do Araripe Pernambucano. A edição compara os caminhos percorridos por quatro diferentes experiências de agricultura familiar, num cenário local que inclui o conhecido Polo Gesseiro, a exploração predatória de lenha da Caatinga, além dos impactos dos latifúndios e das obras da ferrovia Transnordestina.

O programa faz uma análise da produção bruta (monetária e não monetária) entre os perfis de experiências “agroecológica”, “camponesa tradicional”, de “família de baixa renda” e “com tendência à especialização”. As considerações incluem as estratégias e resultados de cada família diante da comercialização, autoconsumo e estoque.

A série apresenta programas radiofônicos que retratam as dificuldades e os benefícios encontrados pelos produtores rurais que optam  por cultivar os seus alimentos a partir de uma perspectiva ecológica de respeito à natureza.

As reportagens têm como base os estudos realizados pelo projeto ‘Promovendo a Agroecologia em Rede’, realizado com o apoio da Fundação Banco do Brasil e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). (pulsar/ ANA)

Ouça aqui.

Faça um comentário

57 − = 51